História Clínica em Medicina Física e de Reabilitação: Um Elemento para a Funcionalidade

Joana Albuquerque Martins, Sofia Maia Lopes, João Páscoa Pinheiro

Resumo


Objetivo: Apresentar um modelo conceptual de história clínica em Medicina Física e de Reabilitação, tendo por base o seu papel de promoção da funcionalidade física e cognitiva.

Material e Métodos: Foi realizada uma revisão da literatura, partindo de pesquisa na base de dados PubMed e consultando fontes adicionais de informação.

Resultados: Verificou-se que o conteúdo da história clínica é relativamente consensual entre autores, porém a estrutura à qual esta obedece não está homogeneamente descrita. Neste artigo é apresentado um modelo de história clínica elaborado com base na literatura revista.

Conclusão: A história clínica é um elemento fundamental na abordagem de qualquer doente. Apesar de existir uma estrutura comum, as particularidades de cada especialidade exigem uma adequação deste modelo, de forma a orientar a colheita de dados para os seus objetivos específicos. No caso da especialidade de Medicina Física e de Reabilitação, a avaliação funcional e contextual do doente assume particular importância, sendo determinante para o estabelecimento da estratégia de reabilitação.


Palavras-chave


História Clínica; Medicina Física e de Reabilitação

Texto Completo:

PDF

Referências


Gutenbrunner C, Ward AB, Chamberlain MA, editors. White book on Physical and Rehabilitation Medicine in Europe. J Rehabil Med. 2007; 45 Suppl: 6-47.

Pinheiro JP. Medicina Física e Reabilitação/ Rehabilitation Medicine. [consultado 2017 Nov 30]. Disponível em: http://mfr-fmed-uc.blogspot.com

Weiss LD, Weiss JM, Pobre T. Oxford American Handbook of Physical Medicine and Rehabilitation. New York: Oxford University Press; 2010.

Rondinelli RD, editor. Guides to the Evaluation of Permanent Impairment. 6th ed. Philadelphia: American Medical Association; 2008.

Steiner WA, Ryser L, Huber E, Uebelhart D, Aeschlimann A, Stucki G. Use of the ICF model as a clinical problem-solving tool in physical therapy and rehabilitation medicine. Phys Ther. 2002; 82: 1098-107.

Rauch A, Cieza A, Stucki G. How to apply the International Classification of Functioning, Disability and Health (ICF) for rehabilitation management in clinical practice. Eur J Phys Rehabil Med. 2008; 44: 329-42.

Emedicine.medscape.com. New York: Medscape, LLC. Adult Physiatric History and Examination: Introduction and overview. [consultado a 2017 Dez 5]. Disponível em: https://emedicine.medscape.com/article/317515-overview

Emedicine.medscape.com. New York: Medscape, LLC. History and Mental Status Examination. [consultado a 2017 Dez 5]. Disponível em: https://emedicine.medscape.com/article/293402-overview

Bickley LS, editor. Bates’ Guide to Physical Examination and History Taking. 9th ed.New York: Lippincott Williams & Williams; 2007.

Monahan FD, editor. Mosby’s Expert Physical Exam Handbook. 3rd ed. Berlin: Mosby Elsevier; 2009.

Kaelin DL, editor. Braddom’s Physical Medicine and Rehabilitation. 5th ed. Philadelphia: Elsevier ; 2016.

Harrast MA. Clinical Practice of Physical Medicine & Rehabilitation. Washington: University of Washington, School of Medicine; 2005. 13-31.

Frontera WR, editor. DeLisa’s Physical Medicine and Rehabilitation: Principles and Practice. 5th ed. Philadelphia: Lippincott Williams & Wilkins; 2010.

Araújo F, Pais Ribeiro J, Oliveira A, Pinto C, Martins T. Validação da escala de Lawton e Brody numa amostra de idosos não institucionalizados. Actas do 7º Congresso Nacionald e Psicologia da Saúde. 2008; 217-220.

Araújo F, Pais Ribeiro J, Oliveira A, Pinto C. Validação do Índice de Barthel numa amostra de idosos não institucionalizados. Rev Port Saúde Pública. 2007; 25: 59-66.

Stolov WC, Hayes RM, Kraft GH. Treatment strategies in chronic disease and disability: a contemporary approach to medical practice. Demos; 1994.




DOI: http://dx.doi.org/10.25759/spmfr.276

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International License.

Revista da Sociedade Portuguesa de Medicina Física e de Reabilitação