Pseudartrose Congénita da Clavícula

Joana Matos, Henrique Sousa, Joana Silva, Sofia Toste, Filomena Melo, Mafalda Santos

Resumo


Introdução: A pseudartrose congénita da clavícula apresenta-se como uma tumefação congénita indolor da clavícula, normalmente direita, afetando predominantemente o sexo feminino. Esta deformidade persiste ao longo da vida, não estando por norma associada a défice funcional. Descrição de um caso de pseudartrose congénita da clavícula com 12 anos de seguimento e revisão da literatura.

Caso Clínico: Recém-nascido de termo, com gravidez e parto eutócico não complicados, apresentava, à observação, tumefação óssea (1x1 cm), no 1/3 médio da clavícula direita, sem limitação funcional do membro superior ou outras alterações. A imagem radiográfica mostrava um defeito ósseo no 1/3 médio da clavícula direita, com topos arredondados, lisos e regulares, sem evidência de calo ósseo. Foi estabelecido o diagnóstico de pseudartrose congénita da clavícula. Durante 12 anos de seguimento em consulta externa manteve-se assintomático, sem limitação funcional do membro superior, com desenvolvimento estaturo-ponderal normal, e nas radiografias realizadas mantinha as características descritas do defeito ósseo. Aos 4 anos, por motivos estéticos, foi proposta correção cirúrgica, que os pais recusaram.

Conclusão: Sendo rara, a pseudartrose congénita da clavícula pode ser diagnosticada por uma história clínica adequada, exame objetivo e achados radiográficos típicos. é essencial excluir diagnósticos diferenciais, como fratura ou doenças ósseas raras, e tranquilizar os pais quanto à benignidade desta condição.


Palavras-chave


Clavícula/anomalias congénitas; Criança; Pseudartrose/congénita; Pseudartrose/diagnóstico; Pseudartrose/reabilitação

Texto Completo:

PDF (English)

Referências


March HC. Congenital pseudoarthrosis of the clavicle. J Can Assoc Radiol. 1982;33:35-36.

Kite JH. Congenital pseudoarthrosis of the clavicle. South Med J. 1968;61:703-710.

Owen R. Congenital pseudarthrosis of the clavicle. J Bone Joint Surg Br. 1970;52:644-652.

Ram R. Kalagiri, Vinayak Govande, Martha Hemingway, and Madhava R. Beeram; Bilateral congenital pseudoarthrosis of the clavicles in a newborn. Proc (Bayl Univ Med Cent) 2016;29(4):387–388

Gibson DA, Carroll N. Congenital pseudarthrosis of the clavicle. J Bone Joint Surg Br. 1970;52:629-643.

Sung TH, Man EM, Chan AT, Lee WK. Congenital pseudarthrosis of the clavicle: a rare and challenging diagnosis. Hong Kong Med J. 2013;19:265-267. doi:12809/hkmj133648.

Lozano P, Doaz M, Riera R, Gomez FT. Venous thoracic outlet syndrome secondary to congenital pseudoarthrosis of the clavicle. Presentation in the fourth decade of life. Eur J Vasc Endovasc Surg. 2003;25:592-593.

Watson HI, Hopper GP, Kovacs P. Congenital pseudarthrosis of the clavicle causing thoracic outlet syndrome. BMJ Case Rep. 2013;2013. doi:10.1136/bcr-2013-010437

Beals RK, Sauser DD. Nontraumatic disorders of the clavicle. J Am Acad Orthop Surg. 2006;14:205–214.

Magu NK, Singla R, Devgan A, Gogna P. Congenital pseudoarthrosis of the clavicle with bifurcation. Indian J Orthop. 2014;48:435-437.

Cadilhac C, Fenoll B, Peretti A, et al. Congenital pseudarthrosis of the clavicle: 25 childhood cases. Rev Chir Orthop Reparatrice Appar Mot 2000;86:575–80.

Price BD, Price CT. Familial pseudoarthrosis of the clavicle: case report and literature review. Iowa Orthop J. 1996;16:153-156.

de Figueiredo MJ, Dos Reis Braga S, Akkari M, et al. Congenital pseudarthrosis of the clavicle. Rev Bras Ortop 2012;47:21–6.

Brett M. Walker, Sharada D. Vangipuram, and Kunal Kalra; Congenital Pseudoarthrosis of the Clavicle: A Diagnostic Challenge. Global Pediatric Health January-December 2014: 1– 3

Guido Currarino & John A. Herring; Congenital pseudarthrosis of the clavicle. Pediatr Radiol (2009) 39:1343–1349 Pediatr Radiol (2009) 39:1343–1349




DOI: http://dx.doi.org/10.25759/spmfr.277

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International License.

Revista da Sociedade Portuguesa de Medicina Física e de Reabilitação