Efeito da Toxina Botulínica Tipo A na Espasticidade e Qualidade de Vida: um Caso Clínico de Síndrome de Leigh

Moisés Henriques, Gustavo Beça, Teresa Mirco

Resumo


O objetivo deste caso clínico é destacar o papel da toxina botulínica tipo A no tratamento da espasticidade e os seus benefícios na melhoria da qualidade de vida, tendo em conta a evolução clínica de um doente com síndrome de Leigh.

A síndrome de Leigh é uma encefalomielopatia subaguda necrotizante, doença neurológica progressiva com inicio geralmente antes dos 12 meses de idade e que não tem nenhum tratamento específico. A espasticidade é um dos possíveis sintomas que pode precipitar várias complicações.

Este caso clínico mostra os efeitos da toxina botulínica tipo A no controlo da espasticidade focal severa durante o crescimento de um doente na tentativa de combater a dor e minimizar as deformidades ortopédicas. Apesar de não existir nenhuma medida objetiva disponível, a evolução clínica e as informações dadas pelo doente e pela sua família confirmam uma melhoria na qualidade de vida.


Palavras-chave


Toxina Botulínica Tipo A; Doença de Leigh; Espasticidade Muscular; Qualidade de Vida

Texto Completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.25759/spmfr.131

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista da Sociedade Portuguesa de Medicina Física e de Reabilitação