Objectivação da melhoria do padrão de marcha condicionada pelo uso de uma ortótese plantar na dismetria pós-traumática dos membros inferiores - relato de caso

Carla Rito, Sara Paradinha, Jorge Jacinto, Ana Cristina Sousa

Resumo


Objectivação da melhoria do padrão de marcha condicionada pelo uso de uma ortótese plantar na dismetria póstraumáticados membros inferiores – relato de casoA dismetria dos membros inferiores está frequentemente associada a alterações compensatórias do padrão demarcha, dando lugar a síndromes secundários. A correcção com ortóteses plantares está generalizada, apesar daescassez de estudos a demonstrar objectivamente os seus benefícios. Estes foram avaliados através da Análise deMarcha e Baropodografia, num doente com dismetria pós-traumática dos membros inferiores.Descreve-se o caso de um doente do sexo masculino, 27 anos, vítima de acidente de mota, com fracturas multisegmentaresdo membro inferior direito (MID), submetidas a tratamento cirúrgico. O MID apresentavaradiologicamente um encurtamento sequelar de 9 mm. Foram realizadas análise 3D da marcha e baropodografiacomputorizada no Laboratório de Marcha, com e sem compensação do MID.Em posição ortostática constataram-se: elevação da pélvis à esquerda, flexão da anca e joelhos, dorsiflexão dastibio-társicas (de magnitudes superiores à esquerda).Os parâmetros espacio-temporais de marcha encontravam-se dentro da normalidade.Na baropodografia estática foi observada concentração de pressões no ante-pé direito.A baropodografia dinâmica revelou progressão anormal do centro de pressão à direita, começando na cabeça do5º metatarso, recuando para o médio-pé e deslocando-se anteriormente em direcção ao 1º dedo.A análise do componente vertical das forças reactivas do apoio mostrou: ausência de ambos os picos típicos doapoio à direita; aplanamento da curva do momento de dorsiflexão da tibio-társica no MID; potência da tibiotársicadireita reduzida no final da fase de apoio.As assimetrias foram significativamente atenuadas com o uso de um plantar de 8 mm à direita.O Laboratório de Marcha avaliou o impacto positivo imediato de uma intervenção ortótica, com um papel derelevo na prevenção de complicações a longo prazo.

Palavras-chave: Dismetria; Ortótese; Marcha.


Texto Completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.25759/spmfr.30

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista da Sociedade Portuguesa de Medicina Física e de Reabilitação