Qualidade de vida na síndrome de cirurgia lombar falhada

Ana Catarina Matias, Filipe Antunes

Resumo


Objectivos: Avaliação da percepção do estado de saúde e qualidade de vida numa amostra de doentes com síndrome de cirurgia lombar falhada (SCLF) e análise de correlações entre a dimensão dor corporal do SF-36, as restantes dimensões do mesmo instrumento e dados clínicos dos doentes.

Material e métodos: Estudo transversal, com amostra de conveniência constituída por 40 doentes com SCLF seguidos em consulta de MFR, entre janeiro e outubro de 2010. Foram recolhidos dados clínicos e solicitado o autopreenchimento da versão de língua portuguesa do SF-36. Realizada a análise estatística com o programa SPSS 17.0.

Resultados: A média dos valores obtidos nos domínios do SF-36 foi inferior a 50 pontos, excepto no domínio da função social. Verificou-se correlação com significado estatístico entre o domínio dor corporal e os domínios desempenho físico, saúde mental, função social e desempenho emocional, sendo o grau de correlação estatisticamente mais forte nos dois últimos casos. Também se encontrou correlação estatisticamente significativa entre dor corporal e número de cirurgias a que os doentes foram submetidos.

Conclusão: Nesta amostra de doentes com SCLF, as dimensões do SF-36 demonstram valores que traduzem uma percepção de qualidade de vida diminuída. A dor desempenha a placa giratória das restantes dimensões, com óbvias implicações na qualidade de vida destes doentes, o que reforça a importância da descrição da experiência de dor como um processo multifactorial.

Palavras-chave: Síndrome de Cirurgia Lombar Falhada; Dor; Qualidade de vida.


Texto Completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.25759/spmfr.20

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista da Sociedade Portuguesa de Medicina Física e de Reabilitação