Determinação dos Pontos de Corte para Elevado Risco de Queda e Mobilidade Normal da Versão Portuguesa da Activities-Specific Balance Confidence (ABC) Scale

Pedro Soares Branco

Resumo


Introdução: As quedas são um dos maiores problemas de saúde no idoso, causando elevada mortalidade, morbilidade, incapacidade e institucionalização prematura. A Activities-specific Balance Confidence Scale (ABC Scale) avalia o equilíbrio num largo espectro de actividades. Foi traduzida e adaptada para diversas línguas e realidades, sendo a sua versão portuguesa, de Portugal, designada como Escala de Confiança no Equilíbrio Específica da Actividade (Escala CEEA). Este instrumento não apresenta pontos de corte para avaliação de elevado risco de queda e de mobilidade normal.

Objectivos: Determinar os pontos de corte para elevado risco de queda e mobilidade normal da Escala CEEA.

População e Métodos: Foram realizadas 90 avaliações de 50 indivíduos com idade igual ou superior a 65 anos com queixas de alterações do equilíbrio e/ou história de quedas. A avaliação incluiu a Escala CEEA e o teste Timed Up & Go (TUG). Foi utilizado o ponto de corte de 13,5 do teste TUG para determinação do ponto de corte da Escala CEEA para elevado risco de queda e o ponto de corte de 12 segundos do teste TUG para determinação do ponto de corte da Escala CEEA para mobilidade normal em mulheres. Em cada um dos casos foi analisada a sensibilidade e especificidade da Escala CEEA e determinada a área sob a curva.

Resultados: O melhor ponto de corte da Escala CEEA correspondente ao ponto de corte de 13,5 segundos do teste TUG foi de 695. O melhor ponto de corte da Escala CEEA correspondente ao ponto de corte de 12 segundos do teste TUG foi de 795.

Conclusões: Os pontos de corte dos instrumentos de avaliação do equilíbrio são úteis na identificação de idosos ambulatórios na comunidade com elevado risco de queda ou de perda da mobilidade normal. O melhor ponto de corte da Escala CEEA para elevado risco de queda foi de 700 (pontuação bruta), com uma sensibilidade de 71,8% e uma especificidade de 73,7%. Para mulheres com idade entre 65 e 85 anos, o melhor ponto de corte da Escala CEEA para mobilidade normal foi de 800 (pontuação bruta), com uma sensibilidade de 70,1% e uma especificidade de 72,2%.

Palavras-chave: Actividades de Vida Diária; Idoso; Equilíbrio Postural; Questionários. 


Texto Completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.25759/spmfr.106

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista da Sociedade Portuguesa de Medicina Física e de Reabilitação